sexta-feira, 8 de julho de 2011

Rússia vai pedir nova divisão do Ártico na ONU


A Rússia afirmou que vai entregar um pedido formal à ONU (Organização das Nações Unidas) no próximo ano para resenhar o mapa do Ártico, ficando, assim, com uma fatia maior.

O plano vem após o anúncio, feito na semana passada, que a Rússia vai enviar tropas e armamentos à região para garantir seus interesses. O pedido entregue à ONU mudaria as fronteiras do Ártico e permitiria a exploração do território que é rico em petróleo.

Rússia, Noruega, Estados Unidos, Canadá e Dinamarca não concordam em como irão dividir a região rica em petróleo e que tem 30% da reservas mundiais de gás e que ainda não foram explorados, segundo uma pesquisa geológica americana.

A Rússia disse que vai gastar milhões de dólares em estudos para provar que o fundo do oceano rico em petróleo, gás natural e minérios é parte extensão da Eurásia.

O Canadá e a Dinamarca rejeitam a reivindicação russa. Eles afirmam que a formação geográfica é prolongamento natural do seu território.

A Convenção da ONU sobre o Direito do Mar (1982) diz que qualquer Estado costeiro pode reivindicar o prolongamento natural do seu território terrestre até uma distância de 200 milhas marítimas da margem e tem o direito de explorar os recursos naturais nessa zona.

Fonte: Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu